Home + Notícias da Página Principal Estado de São Paulo volta para a fase amarela do Plano São...

Estado de São Paulo volta para a fase amarela do Plano São Paulo

Passados apenas um dia após a realização do segundo turno das eleições para prefeito, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou na segunda-feira (30-nov) novas medidas restritivas no combate à pandemia do novo coronavírus. Para reduzir o contágio e evitar pressão sobre o sistema de saúde, todas as regiões do estado retornam à fase amarela do Plano São Paulo de controle sanitário e flexibilização econômica até o dia 4 de janeiro.

A decisão recebeu aval de médicos especialistas do Centro de Contingência do coronavírus em São Paulo. A medida não fecha setores econômicos em nenhuma das 645 cidades paulistas, mas fortalece ações de restrição a aglomerações.

Com o regresso geral para a terceira das cinco fases do Plano SP, atividades como bares, restaurantes, academias, salões de beleza, shoppings, escritórios, concessionárias e comércios de rua voltam a ter limitações de horário e capacidade de público. (veja horários logo abaixo)

O atendimento presencial em todos os setores fica restrito a dez horas diárias, sequenciais ou fracionadas, e 40% de capacidade. Os estabelecimentos terão que fechar o atendimento local até as 22h. Todos os eventos com público em pé estão proibidos na fase amarela.

Outra medida decidida pelo Estado é a redução do prazo de análise dos dados da pandemia e capacidade de atendimento hospitalar por região. A medição de médias móveis de casos, mortes e taxas de internação de pacientes com COVID-19 passa a ser considerada em intervalos de sete dias, e não mais a cada quatro semanas.

A decisão desta segunda não altera a programação de volta às aulas em escolas do estaduais. Tampouco há previsão para novo fechamento de escolas para aulas presenciais com limitação de alunos por turmas e turnos.

Cronologia
Desde o dia 6 de outubro, a Grande São Paulo e as regiões da Baixada Santista, Campinas, Piracicaba, Sorocaba e Taubaté estavam na fase verde, a penúltima prevista pelo Plano SP. No dia 16 de novembro, o Governo do Estado decidiu adiar nova reclassificação devido a instabilidades de dados do Ministério da Saúde.

Se tivesse sido mantido, o cronograma anterior deixaria 89% da população do estado na fase verde, com o progresso de outras seis regiões. Com a verificação dos dados atualizados de avanço de casos e internações por COVID-19, o Governo de São Paulo optou pela ampliação de medidas de distanciamento social.

Novos horários da fase amarela do plano São Paulo

Restaurante, padaria, lanchonete, bar e choperia
De segunda a sábado com 6 horas corridas ou dois turnos de 3 horas. Essa informação deverá estar fixada na entrada do estabelecimento. Não poderá funcionar após as 21h. Esses horários são para o consumo local

Comércio de rua
De segunda a sexta-feira, das 12h às 18h; sábado, das 8h às 14h

Shopping center
De segunda a sábado, das 13h às 19h

Shopping popular
De segunda a sexta, das 12h às 18h; sábado, das 8h às 14h

Academias
De segunda a sábado com 6 horas corridas ou dois turnos de 3 horas (das 6h às 9h e das 18h às 21h).
Não poderá funcionar após as 21h

Salão de beleza e barbearia
De segunda a sábado com 6 horas corridas ou dois turnos de 3 horas. Essa informação deverá estar fixada na entrada do estabelecimento

Concessionárias de veículos
De segunda a sexta, das 12h às 18h; sábado, das 8h às 14h

Escritórios
De segunda a sexta-feira, das 8h às 14h

Imobiliária
De segunda a sexta, das 8h às 14h

Fonte: Governo de São Paulo