Home + Notícias da Página Principal Campinas define esquema e prepara estrutura para vacinação contra Covid-19; Veja datas...

Campinas define esquema e prepara estrutura para vacinação contra Covid-19; Veja datas e locais

Após anuncio do estado, Campinas se prepara para vacinação contra Covid-19; Veja datas e locais
Cidade de Campinas tem um posto de saúde para cada 20 mil habitantes

Com previsão inicial de vacinação em 25 de janeiro em todo o estado de São Paulo, o governo anunciou o início das aplicações para pessoas a partir de 60 anos de idade, profissionais de saúde, quilombolas e indígenas.

A Prefeitura de Campinas está finalizando o esquema que será seguido para a Campanha de Vacinação contra a Covid-19. A metrópole vai seguir o calendário do Estado. Segundo o prefeito Dário Saadi, a estimativa é de que, nesta primeira etapa, cerca de 210 mil pessoas sejam vacinadas em Campinas entre pessoas que têm a partir de 60 anos de idade e profissionais da área da saúde.

Já temos todos os insumos, como seringas, agulhas e disponibilidade de refrigeradores para armazenamento das doses de vacina. Agora, vamos planejar todas as ações necessárias para definir quais serão os pontos de vacinação, que sejam locais amplos, com fácil acesso e segurança, disse Dário.

Para ser vacinada, a pessoa precisa de um documento com foto. No caso de profissionais de saúde, é preciso levar a carteira do conselho de classe.

Estrutura

De acordo com a diretora do Devisa, Andrea von Zuben, a estrutura da campanha está organizada, resslatou que a Prefeitura depende do Estado para iniciar a campanha, e que as vacinas são repassadas pelo Governo Federal . Nós não vamos fazer vacinas em centros de saúde justamente porque não queremos misturar a população em atendimento com as pessoas que vão receber a vacina. Pela segurança, vamos vacinar em grandes centros de vacinação”, comentou.

Ela explicou que serão 70 equipes de três pessoas, das 7h às 22h, inclusive aos sábados, domingos e feriados. “Nossas equipes estão sendo treinadas e qualificadas. Todos os espaços serão amplos e arejados, pensados para que não haja nenhum tipo de aglomeração, tenham estacionamento e fácil acesso, além de uma rede informatizada para que os dados sejam enviados diretamente para o Ministério da Saúde. Também teremos um suporte médico”, explicou.

>> A estrutura também contará com a vacinação em casa para idosos a partir de 60 anos que estejam acamados. A maioria é cadastrada nas unidades de saúde. As pessoas nessa situação que não estão cadastradas devem entrar em contato com a Secretaria de Saúde pelo telefone 160.

Outra medida é implantar a aplicação da vacina pelo sistema drive thru para idosos que tenham mobilidade reduzida. “Também faremos a vacinação nas instituições de longa permanência e vamos enviar vacinas para os profissionais de saúde dos 20 hospitais de Campinas.”

Cronograma estadual de vacinação contra a Covid-19, segundo governo de SP

De acordo com o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, explicou que são considerados como profissionais da saúde, além dos médicos e enfermeiros, todos que atuam dentro de unidades hospitalares e de saúde. “Vamos disponibilizar 18 milhões de doses da vacina para esta primeira fase no Estado”, disse Gorinchteyn.

Público-alvo Primeira dose Segunda dose
Trabalhadores da saúde, indígenas e quilombolas   25 de janeiro 15 de fevereiro
75 anos ou mais 08 de fevereiro 1° de março
70 a 74 anos 15 de fevereiro 08 de março
65 a 69 anos 22 de fevereiro 15 de março
60 a 64 anos 1° de março 22 de março

Vacinação no Estado de São Paulo
Na logística da 1ª fase de imunização, o governo do estado prevê:

  • Atuação de 54 mil profissionais de saúde;
  • Uso de 27 milhões de seringas e agulhas (como são descartáveis, os materiais a mais fazem parte de uma margem de segurança);
  • 5.200 câmaras de refrigeração;
  • 25 postos estratégicos de armazenamento e distribuição regional;
  • 30 caminhões refrigerados de distribuição diária;
  • 25 mil policiais para escolta das vacinas e segurança dos locais de vacinação.